sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Associação Grama de Nova Mamoré em Rio de Janeiro

Associação tem preocupação ambiental em Nova Mamoré
A Associação Comunidade Grama Padre Claret gosta de ser empreendedora. Fundada há 18 anos, é a mais antiga de Nova Mamoré, também a única de agricultores familiares a comercializar produtos na região, além de investir na infra-estrutura mesmo com as dificuldades, tudo com preocupação ambiental. São essas características que garantiram a escolha da associação, que reúne assentados dos projetos Esmosina Pinho, Floriano Magno, Pau Brasil e agricultores do Distrito de Nova Dimensão, para representar Rondônia na V Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária, que acontece de 26 a 30 de novembro, no Rio de Janeiro.

Din-din
"Muitos se inscreveram e é a terceira vez que conseguimos ir", comemora a secretária-geral Roseli Barbosa, que viaja com outros dez empreendedores selecionados pela Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário no estado. Os associados estão animados e trabalham para formar o estoque de 200 quilos de farinha de macaxeira que pretendem levar à feira. Além disso, a Grama pretende embarcar os tradicionais "din-din" de cupuaçu rondonienses, preparados de polpa congelada conhecidos em outros estados por nomes como sacolé, gelinho ou chupe-chupe.

Diversidade
Os dois produtos refletem bem a base de produção dos povos tradicionais da floresta e dos agricultores familiares do estado. Mas são uma pequena amostra da diversidade de produção da Associação, que também investe em leite, café, arroz e mel.
"Antes os associados só queriam investir no leite e temiam mexer com outras coisas, mas como a questão ambiental proíbe desmatar mais, para ampliar a produção e o lucro, só diversificando", explica o presidente Ecimar Viana Rosa. Assim, é possível garantir renda durante todo o ano, de acordo com a safra de cada produto, e também formar estoque para vender quando o preço está melhor.

Do Estadão do Norte.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Queimadas






A operação Arco de Fogo deixou muitos apreensivos. Este ano teve menos fumaça, porém as queimadas continuam em Rondônia. Pelo menos em toda a região da BR 429.
Fotos de Eliana, no Projeto Primaveira em São Miguel do Guaporé RO, no dia 28-09-08.