segunda-feira, 30 de maio de 2011

Polícia Civil divulga foto de suspeito da morte de Adelino Ramos

Foto de Ozeas Vicente, suspeito da morte de Adelino Ramos
segundo a polícia civil de Rondônia.
A Polícia Civil divulgou fotografia de suspeito da morte, Ozeas Vicente, que estaria embrenhado nas matas da Ponta de Abuná. Por outrolado nossos  companheiros da CPT de Lábrea emitiram comunicado de repúdio da morte de Adelino Ramos, que tinha denunciado as ameaças recebidas sem conseguir nenhum tipo de proteção. Preocupa a indefensão dos ameaçados na região, entre eles lideranças extrativistas e a agricultora Nilcilene Miguel de Lima

COMUNICADO DA CPT – PRELAZIA DE LÁBREA.REPUDIANDO O ASSASSINATO DO LIDER CAMPONÊS ADELINO RAMOS

Lábrea, 29 de maio de 2011.A Comissão Pastoral da Terra (CPT) da Prelazia de Lábrea que vem acompanhando os conflitos fundiários no sul do nosso município gerados pelas ameaças, espancamentos e mortes aos assentados e extrativistas desta região por parte de grileiros, madeireiros e fazendeiros, REPUDIA o assassinato do companheiro Adelino Ramos ocorrido no dia 27 de maio de 2011 em Vista Alegre do Abunã RO, em parte pela falta de intervenção dos órgãos competentes do Estado.

O Sr. Adelino Ramos, junto com outros líderes camponeses desta região também ameaçados de morte, receberam todo o apoio da CPT, quando em agosto do ano passado estiveram na sede do município de Lábrea para prestar depoimento e encaminhar denuncias perante a Promotoria de Justiça da Comarca e da própria Delegacia de Lábrea..
Através da CPT regional do Amazonas, foram encaminhados ofícios para o Ouvidor Agrário Nacional Sr. Gercino José da Silva Filho, informando da grave situação e das ameaças de morte que estavam sofrendo alguns líderes camponeses nesta região. A sua vez o Sr. Ouvidor enviou ofícios a diferentes órgãos, informando da situação de violência e ameaças de morte em que vivem estes lideres, lembrando-lhes “que de acordo com registros arquivados nesta ouvidoria agrária Nacional aconteceram sete homicídios, nos últimos anos, envolvendo trabalhadores rurais sem-terra que demandavam providências do INCRA para a execução do programa de reforma agrária na região sul de Lábrea e no município de Boca do Acre, o que reforça a necessidade de atuação do poder público para garantir a integridade física das famílias agricultoras que se encontram ameaçadas de morte na gleba Curuquête”

Concretamente o Sr Ouvidor Agrário Nacional envio estes ofícios para os responsáveis dos seguintes órgãos com data de 10 de setembro de 2010:
 Doutora Maria do Socorro Marques Feitosa, Superintendente Regional do INCRA em Manaus.
 Doutor Mario César Medeiros Nunes, Delegado geral de Policia Civil em Manaus.
 Doutor Cézar Luiz Busto de Souza, Superintendente da Policia Federal em Porto Velho
 Excelentíssimo Senhor Coronel Dam Câmara, Comandante geral da Policia Militar em Manaus
 Ilustríssimo Senhor Sargento Manoel Raimundo Moraes, Chefe de Policia da 6ª Delegacia de Lábrea.
Fruto de todas estas denúncias, entre elas a do próprio Sr. Adelino Ramos, foi feito um inquérito na própria Delegacia de Lábrea, pedindo a busca e apreensão das pessoas denunciadas pelos líderes camponeses ameaçados.
Até hoje este inquérito ficou só no papel, nada foi feito, e mais uma vez por causa do descaso e a não atuação dos poderes públicos competentes assistimos impotentes a mais uma morte de um companheiro camponês.
ATÉ QUANDO!!!!!!
Equipe Comissão Pastoral da Terra (CPT), Prelazia de Lábrea - AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.