segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Castanheiras: Famílias despejadas ficam em quadra de esportes


Casa destruída do Acampamento Boa Esperança de Castanheiras, Rondônia.


Se a Presidenta Dilma quer um Brasil sem miséria, arrume terra e justiça para as famílias camponesas. Como estas famílias despejadas de Castanheiras, Rondônia. Enquanto otras famílias se refugiaram em casa de parentes no núcleo urbano de Castanheiras, mais famílias estariam se dirigindo ao local para ficar acampados. As 32 famílias que formaram o Acampamento Boa Esperança tinham sido chamadas pela própria fazendeira, Maria Pedreiro Pedroso para ocupar uma parte da área dela e posteriormente vender para o INCRA para reforma agrária.

Nota de apóio aos haitianos

Foto de imigrante haitiano. F. Voz do Acre
Brasil. de país exportador de mã de oba, está se tornando receptor de migração externa. A entrada de haitianos está desafiando nossa solidadriedade e fazendo rever a política de migração de nosso governo. Rondônia está recebendo muitos deles, que tem entrado em nosso país pelo Acre. O SPM - Serviço Pastoral dos Migrantes, do qual forma parte a coordenadora da Campanha Contra o Trabalho Escravo da CPT RO, Irmâ Ozânia, tem lançado uma nota de apoio aos haitianos. Confira na íntegra.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Assentados do Curuqueté pedem ajuda à Presidenta Dilma

Frente a casa onde morava Adelino Ramos, alguns dos atuais moradores do PAF Curuqueté, com numerosas crianças.
Eles pedem proteção policial a Presidenta Dilma depois de serem ameaçados de morte.
Desesperados famílias de assentados do PAF Curuqueté em carta dirigida à Presidenta Dilma ontem, 27 de janiero de 2012, escreveram a Dilma Iussef, pedindo proteção policial para salvar as suas vidas e as das crianças. O Paf Curuqueté está situado no município de Lábrea, no Sul do Amazonas. O único acesso por estrada é pela BR364, por Vista Alegre do Abuná (Porto Velho, Rondônia). Inclusive mulheres, velhos e crianças tem recebido ameaças a través de insistentes recados enviados por Luiz Machado, morador de Vista Alegre do Abuná (Porto Velho RO). O pedido de ajuda das famílias é dirigido também a Ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos, ao Governador de Amazonas, Eduardo Braga; à Senadora Vanessa Grazziotin, e ao Desembargador Gercino Filho, da Ouvidoria Agrária Nacional. 

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Ribeirinhos e Turbinas do Madeira com problemas

Elemento da turbina n. 13 sendo transportada a Porto Velo, RO, pela BR 364. Foto: zezinho 

Enquanto são destruídos patrimônio histórico como a Estrada de Ferro Madeira Mamoré e casas de ribeirinhos da cidade de Porto Velho,  após abertura das comportas de Santo Antônio, as novas turbinas instaladas dão zebra, atrasando o início da geração de energia. Construtores não querem falar sobre assunto. A informação e fotografias são do site de Porto Velho Rondoniavivo, de quarta-feira , 25 de Janeiro de 2012 - 11:07. "Uma falha nas primeiras turbinas que entrariam em operação na usina hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira, em dezembro, está deixando apreensivos os sócios do mega-empreendimento que vai consumir mais de R$ 13 bilhões em investimentos. Pelo cronograma da obra, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a usina já deveria ter neste momento duas turbinas em operação com capacidade de gerar 150 megawatts (MW). Mas a geração de energia foi adiada por mais de um mês e é grande a expectativa para o novo teste dos equipamentos, que deve acontecer na próxima semana."
Por outro lado, os moradores do Bairro Triángulo, de Porto Velho, estáo vendo literalmente as suas casas ir abaixo pela força da corredeira do Rio Madeira, após a abertura das comportas de Santo Antonio. O  Movimento dos Atingidos pr Barragens, MAB,  pede o reconhecimento deles como atingidos pela hidrelétrica. A justiça pode exigir o reassentamento destes moradores do tradicional bairro situado a beira do rio, alguns quilómetros abaixo das comportas da barragem.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

CPT denuncia ameaças a Ministra Maria do Rosário

Situado em Lábrea, AM, o único acesso ao PAF Curuqueté é pela BR364, em Vista Alegre do Abuná, Porto Velho Rondônia.
A Coordenação Nacional da CPT (Comissão Pastoral da Terra) escreveu carta à Ministra Maria do Rosário, Ministra da Secretaria Especial de Direitos Humanos. Nela reporta à ministra denúncias de ameaças às lideranças e a todas as famílias do projeto de assentamento florestal Curuqueté (AM), e pede que a Secretaria de Direitos Humanos tome as devidas providências para garantir a segurança dos que sofrem as ameaças. As ameaças aumentaram depois da morte de Ozias Vicente, o suposto assassino de Adelino Ramos. 

Despejadas 25 famílias em Castanheiras, Rondônia

Vinte e cinco famílias do Acampamento Boa Esperança, esta segunda feira passada, dia 23 de Janeiro de 2012, foram despejadas da beira da estrada, por considerar o juiz que não podiam ficar a menos de 10 km. da fazenda ocupada. No momento 25 famílias, com muitas crianças, encontram-se refugiadas na Quadra de Esporte do Município de Castanheiros, na região central de Rondônia. A ínformação é do Deputado Padre Ton, que foi procurado pelas famílias, que se encontram em situação deseperada. Segundo eles faz mais de dois meses que não recebem ceta básica. Existe um processo judicial de retomada das terras por parte do INCRA, que  já realizou vistoria da "Fazenda Recanto Sonhado", e de 613 hectares de terra apenas 145 foram consideradas produtivas. Segundo os informantes, a Ouvidora do Incra, Sra Márcia, esteve no local no dia do despejo.
Os pequenos agricultores resistem desde o ano 2008, que ocuparam o local pela necessidade da terra para sobreviver, apesar de que muitos deles já sofreram várias reintegrações de posse.  Famílias do Acampamento Pequena Vanessa, que também foram despejadas se integraram neste grupo. Está na hora das autoridades judiciais fazer fvaler também a função social da terra consagrada pela Constituição Da República Federativa do Brasil: Titulo II, Art. 5,  XXII - é garantido o direito de propriedade. XXIII a propriedade atenderá a sua função social.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Como sempre indígenas e meio ambiente são atacados em Rondônia.


Indígenas se posicionaram contra a construção da Usina de Tabajara.
Aqueles que mais sofreram com o avanço da colonização e do desmatamento, continuam a ser criminalizados em Rondônia. Indígenas, comunidades tradicionais e os defensores do meio ambiente são atacados em Rondônia, acusados de servir intereses internacionais. Em realidade, serve interesses internacionais quem depreda a Amazônia para produzir carne, soja, madeira, minério e inclusive energia para exportar a preço de banana. Para a China, por exemplo, lugar visitado por alguns dos nossos deputados, que obtiveram fortunas em Rondônia, as custas de todos nós

Peixes do Madeira desaparecem como os cientistas previram.


Na 9a Romaria da Terra de Rondônia, seringueiros do Rio Ouro Preto (G. Mirim), nas cabeceiras do Madeira,
já denunciaram redução de cardumes de peixes.
Blog do Se o Povo Soubesse Peixes do Madeira desaparecem como os cientistas previram. Depois vem Belo Monte. Publicado em 18/01/2012 às 20:44. Os peixes do rio Madeira estão desaparecendo. E as causas desse desaparecimento são sistêmicas, conseqüência de uma grande intervenção humana no ecossistema do rio, que os cientistas haviam previsto que teria impacto dramático sobre a população de peixes do rio. E é isso que está ocorrendo neste momento, como revelou a “Folha de S.Paulo” em sua edição de 8/1: os peixes do rio Madeira já sumiram na região do lago da hidrelétrica de Santo Antônio; outra hidrelétrica está em construção, chamada Jirau, com danos cumulativos previstos há pelo menos seis anos.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Aterrorizam os assentados do Curuqueté (Lábrea, Amazonas)

PAF Curuqueté, Lábrea. foto a crítica
Segundo informações locais de Vista Alegre do Abuná (Porto Velho, RO), depois da morte de Ozias Vicente passado 15 de janeiro (o suposto assassino de Adelino Ramos), os irmãos dele estariam ameaçando agora a todas as famílias dum assentamento. Enquanto a polícia atribui a morte a queima de arquivo, os irmãos do matador achariam que o motivo seria vingança e teriam declarado que "iam descontar nas famílias do PAF".
Segundo as mesmas fontes, já en dezembro o próprio Ozias Vicente mais um irmão dele, Luiz Machado, tinham ameaçado as novas lideranças do PAF Curuqueté, (Labrea AM), perto de Vista Alegre do Abuná. Deste projeto de assentamento florestal era presidente Adelino Ramos, o Dinho, assessinado em 27 de maio de 2011.
Se não intervir as audtoridades, a escalada de violência continua, e o temor da família de Ozias revidar a morte dele pode provocando a saída de mais famílias do local, Em 08 de junho, depois que Ozias foi preso, mais quatro suspeitos foram presos, entre eles Jobe Vicente, enquanto outro irmão, chamado Luiz Machado conseguiu fugir.
Os fatos estão sendo denunciados à Ouvidoria Agrária Nacional, à Secretaria de Segurança do Estado em Porto Velho e à Secretaria de Direitos HUmanos da Presidência da República.
O assentamento florestal do Curuquete foi aprovado pouco depois da morte de Adelino Ramos. O local é cobiçado por conter uma extensa reserva de madeira nobre. Complica a intervenção das autoridades o fato de estar localizado no estado de Amazonas, porém por acesso somente pela BR364, no distrito de Vista Alegre de Abuná, distrito de Porto velho, Rondônia, próximo ao estado do Acre. 
A instalação dum posto avançado de policiamento do Amazonas no local já foi solicitado pelos moradores faz tempo. (Actualizado 23/1/12)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

INCRA investigada em Machadinho d' Oeste, RO



Machadinho do Oeste, Rondônia – Agricultores do município de Machadinho do Oeste denunciaram no Ministério Público Federal (MPF) venda de lotes no município por parte de servidores do INCRA na região. O procurador do  Ministério Público Federal de Porto Velho, Reginaldo Pereira da Trindade, mandou instaurar ação civil pública para "Apurar venda irregular de lotes realizada por servidores da Unidade Avançada do INCRA de Machadinho do Oeste/RO". O INCRA já teria aberto Processo Administrativo Disciplinar para apurar os fatos. Fonte: Tudorondonia.



terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Sem terra ocupam novamente o Morro Vermelho

Família do Morro Vermelho, antes do despejo em novembro 2011.
Atualização: Quinta feira, 19 janeiro 2012. Lideranças do acampamento desmentiram a ocupação. Segundo eles, se mantém fora da terra seguindo ordens da justiça, se bem chegaram muitas mais famílias no acampamento.
Grupo de posseiros de umas 100 famílias reocuparam a fazenda Morro Vermelho em Jaci Paraná (Porto Velho) de onde tinham sido expulsos por jagunços armados e as casas queimadas em novembro de 2011. O local era reivindicado pelos irmãos de Valter Araújo, que o teriam comprado em um leilão na justiça do ex delegado e pecuarista João do Vale.  Antes da prisão de Valter Araújo diversas lideranças tinham sido ameaçadas de morte, e inclusive um deles, Leonel dos Santos Feitosa, de 51 anos, morreu o dia 12 de novembro de 2011, em suspeito accidente de moto, quando voltava do acampamento, atropelado por uma caminhonete Hilux preta que o jogou a uma distância de 23 metros e fugiu. Segundo diversas fontes, um grupo de aproximadamente cem pessoas estariam ocupando as terras do Deputado Estadual foragido da justiça, Valter Araújo. Os caseiros da fazenda teriam abandonado o local.

Seringueiros brasileiros residentes na Bolívia pedem apóio.

Video Destaque
Protesto de seringueiros residentes na Bolívia em Extrema, Porto Velho. Foto e fonte rondoniavivo.
Seringueiros brasileiros que residem há décadas no interior da Bolívia, no Rio Mamu, no departamento do Pando, realizaram protesto obstruindo Porto Extrema e exigindo ajuda diplomática das autoridades brasileiras. As famílias residem perto da divisa brasileira entre Rondônmia e Acre, na Ponta de Abuná,  nas Províncias de Federico Roman e Abuná, ambas situadas na região pandina boliviana.  Os problemas surgiram há mais de cinco anos, depois que novos assentamento impulsados pelo governo boliviano ameaçam as posses dos seringais nativos do Rio Mamu, habitados por brasileiros desde os dois primeiros ciclos da borracha, e com maior intensidade a partir da década de 70/80, quando os seringais da Amazônia – Sul ocidental, começaram a ser destruídos pelo desmatamento e apecuária no lado brasileiro. Em protesto pelos maus tratos neles teriam mantido refém um tenente boliviano, acusado de cobrar propina.

Congresso autoriza nova usina de Guajará Mirim e Ferrovia em Vilhena





A Cachoeira do Ribeirão, vista desde a BR-429 antes de Nova Mamoré. Foto cpt ro

De Tudorondonia. Porto Velho, Rondônia A obra, de acordo com informações da Comissão de Orçamento, terá um custo de R$ 10 bilhões, e está inserida no Plano Plurianual (PPA) para os anos de 2012 a 2015. O Congresso Nacional aprovou uma emenda individual da deputada federal Marinha Raupp (PMDB-RO), garantindo a construção da Usina Hidrelétrica do Ribeirão, no município de Nova Mamoré, no Rio Madeira. A obra, de acordo com informações da Comissão de Orçamento, terá um custo de R$ 10 bilhões, e está inserida no Plano Plurianual (PPA) para os anos de 2012 a 2015. O assunto começa a ganhar repercussão na imprensa nacional, uma vez que a aprovação do PPA 2012-2015 ocorreu em 30 minutos, sem qualquer discussão sobre as obras bilionárias que passavam a constar do planejamento do governo federal, como a nova hidrelétrica no Rio Madeira e o novo avião cargueiro da Força Aérea Brasileira (FAB).

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Mataram Ozias Vicente, suspeito assassino de Adelino Ramos

Ozias Vicente, quando foi preso em Maio 2011.

Vista Alegre do Abuná, Porto Velho. Ontem à tarde de domingo 15 de janeiro de 2011 foi morto a tiros Ozias Vicente, ó pistoleiro que tinha sido preso como suspeito da morte de Adelino Ramos em 30/05/2011. A informação da morte, confirmada por fontes oficiais, estaria sendo atribuída a queima de arquivo. Ozias, as cinco horas de domingo, apareceu morto numa oficina mecânica onde estava sendo reparado um trator da família. Antes de ter sido solto, em dezembro passado, Ozias teria ameaçado contar tudo o que sabia. Fontes populares locais ainda debatem se ele foi de fato ou não o assassino de Adelino Ramos. Inicialmente foi divulgado o álibi que ele estaria esquadrejando uma casa dentro do Vistas Alegre mesmo. Já segundo outras fontes ele teria sido visto de moto antes e depois do assassinato. Por outro lado a esposa do falecido declarou que foi ele mesmo. O próprio Dinho, Adelino Ramos, teria falado que Ozias era quem o atirou, antes de morrer, para as pessoas que o socorreram, no hospital, e inclusive para policiais lotados no local.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Mais um tirotéio em Chupinguáia


Atingidos em fotografia aparecida na Folha de Rondônia.

Mais um tirotéio contra posseiros próximos ao Posto Guaporé (na BR364), dentro do município de Chupinguáia, foi registrado esta terça feira passada, dia 10 de Janeiro de 2012. O presidente duma associação de pequenos agricultores foi alvo dos disparos, que não chegaram a o atingir, depois deste se jogar no chao e ficar rolando. Algum conhecido pirtoleiro da região teria sido preso pela polícia e liberado posteriormente. Outros três teriam conseguido fugir. O fato foi relatado por telefone para a CPT RO. Jornais locais da região teriam se referido ao fato de pistolagem apenas como uma briga entre "grileiros".  Segundo a referida fonte, houve ataque aos posseiros do local, que fica localizada na linha 85, Setor 07, Gleba Corumbiara, a 10 km. do Distrito do Guaporé. No intento de expulsar membros da Associação Nossa Senhora Aparecida, que ocupam o local desde inícios de 2011, diversos barracos foram queimados. Oséias da Silva Lima, José Celestino Cassim e Gilmar Costa Barbosa teriam sido presos na Delegacia de Polícia Civil, na terça-feira.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Cinco ameaçados recebem proteção em Rondônia

A.Ramos tinha denunciado as ameaças
Porto Velho. Cinco pessoas ameaçadas de morte recebem proteção em Rodônia. Em total são mais de 700 as pessoas que recebem proteção no Brasil. Os nomes deles não são divulgados, informa o Diário da Amazônia.  Depois de denunciar da indefensão que sofrem os ameaçados de morte no Estado, foi pedido o convênio entre o Governo Estadual e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, para instituir aqui o Programa de Defesa as Testemunhas.  Somente no começo deste ano 2012 a CPT RO já tem registrado três ameaças de morte. Uma delas uma agricultora do Assentamento Flor do Amazonas, que recebeu ameaças por problemas de terra e de extração clandestina de madeira no lote que ocupa no local. Outras duas graves ameaças foram registradas no Sul de Amazonas, perto de Vista Alegre do Abuná, no mesmo local onde foi assassinado Adelino Ramos. A luta contra a impunidade e a proteção aos defensores dos direitos humanos é uma das prioridades do programa.

EFA do Vale do Guaporé obtém bons resultados no ENEM

Com o melhor desempenho de todas as escolas de ensino médio da região da BR-429, por segundo ano consecutivo a Escola Família Agrícola do Vale do Guaporé, situada em São Francisco do Guaporé, obteve resultados por cima da média nacional nos examens do ENEM. A Escola Família Agrícola Vale do Guaporé (EFA-VALE), de acordo com dados do Ministério da Educação, foi à única instituição de ensino médio do Vale do Guaporé que ficou dentro da media no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2010. O resultado publicado e ainda disponível no portal do governo mostra que a EFA-VALE na edição de 2010 do ENEM ficou com 522,79 pontos de media. Segundo o portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais (INEP), o valor da nota é calculado conforme o desempenho do aluno participante. Sendo assim, a EFA se mantém dentro da media nacional desde 2009, quando obteve 529,00 pontos.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Abertura de comportas da UHE Santo Antônio ameaça derrubar casas de Porto Velho

Casa desmoronando no Bairro Triángulo,
na beira do Rio Madeira, em Porto Velho

Moradores da beira do Rio Madeira do Bairro Triángulo, de Porto Velho, situados 1.5 km. abaixo da barragem de Santo Antônio, estáo com as casas desmoronando e vindo abaixo depois que a abertura das comportas provoca o esbarrancamento da beira do rio. A empresa diz que o fenômeno é natural, porém os moradores dizem que jamais tinham visto banzeiro tão forte no local, onde moram há décadas. E pedem providências urgentes das autoridades, que tinham prometido novas residências. Algumas fontes contam que as comportas foram abertas para aliviar a alagação que estaria alcançando casas de Jacy Paraná que não tinham sido desalojadas (Fotografias e fonte: Rondoniavivo).

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Disparos terrorizam acampamento de Porto Velho

De dia conversa, de noite a bala arroxou a turma.
Disparos efectuados à noite de domingo terrorizaram mulheres e crianças de acampamento de sem terra localizado na Linha 45, na Gleba Rio das Garças, nas proximidades de Porto Velho, membros da Associaçõ de Produtores Rurais de Porto Velho Progresso. Eles apresentaram denuncia dos fatos ao Ministério Público Federal ontem dia 11/01/2012. No local 101 famílias estão reivindicando uma área reocupada, depois que ordem de despejo efetivada em novembro. Segundo o grupo, a reintegração de posse foi aplicada fora dos limites da fazenda do requerente, o médico Luiz Carlos de Oliveira.


Presos pistoleiros em Jaci Paraná e Vilhena

A Polícia de Rondônia prendeu suspeitos de diversas mortes acontecidas em Jacy-Paraná. Investigações apontam para os quatro presos formar parte de um grupo de extermínio voltado á extorsão de traficantes, execusão de pessoas envolvidas em roubos e rixas com grupos rivais.  O principal acusado trata-se de policial militar do distrito de Jaci-Parana Claudiomar Oliveira de Assis.  Também foi preso Givanildo Bezerra da Silva. Já o dia 28/12/2011 foram presos Darli de Lima da Silva,  “Bocão",  e Tiago da Silva Nascimento. Acusados da morte com requintes de crueldade de seis membros de uma família de Jaru, entre eles uma mulher grávida e uma criança de cinco anos. Em 2008 o PM de Assis já tinha sido acusado da morte de três agricultores em União Bandeirantes, também distrito de Porto Velho. Por outro lado, alguns pistoleiros que estariam agindo contra pequenos agricultores na região de Vilhena, também foram presos na região no passado dia 10 de janeiro.

Novas decisões de despejos para começar 2012.

Ponte destruída na Linha 135 de Vilhena o dia depois de Natal, para isolar acampamento de sem terra.


Pelo menos um centenar e meio de famílias, de três grupos de sem terra e posseiros de Vilhena e Pimenta Bueno receberam ordens de reintegro de posse da justiça de Vilhena antes de terminar o ano. A Associação ASPRUJOM, tem posse de 15 anos e e processo de usucapião iniciado em 2006. Ja os posseiros da Associação de Pequenos Produtores do Melgaçõ, em Pimenta Bueno, com posse na área cinco anos, vem sofrendo também ameaças e atos de pistolagem. E a ocupação do Canarinho, recebeu também intimidações, tiros e queima de barracos ainda em dezembro passado e uma ponte foi derrubada. Todas trata-se de áreas de terra de CATP (Contratos de Alienação de Terras Públicas) abandonadas e improdutivas. A intervenção do INCRA para requerer a retomada das terras como Terra de União foi solicitada pelos pequenos agricultores ameaçados de despejo, assim como o apóio da Ouvidoria Nacional contra a Violência Agrária para evitar que aconteça maior escalada de violência nos locais. 

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Impunidade provocou nova morte no Sul do Amazonas

  Pouco depois de ter saído da cadéia o suspeito da morte de Adelino Ramos, Ozias Vicente, solto pela justiça o dia 09 de dezembro de 2011, a impunidade dos crimes do campo já provocaram nova vítima na Ponta de Abuná. Na região no dia 21 de dezembro de 2011 foi assassinado um pequeno agricultor conhecido apenas como "Mineiro" nas proximidades do Seringal João Bento, Linha 02 no Sul de Amazonas, município de Lábrea, perto da Vista Alegre do Abuná, Rondônia. A morte aconteceu por problemas de terras. Na localidade houve uma ocupação de terras da qual participava o Mineiro. Várias casas foram queimadas e disparos e ameaças aconteceram poucos dias antes da morte. O finado morreu com um tiro na boca e golpes de facão. Atendeu a ocurrência a polícia de Vista Alegre do Abuná.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

As Usinas do Madeira na lista suja do trabalho escravo

Empresa que construiu moradias de Nova Mutum, na Usina de Jirau,
abandonou seus empregados
A inclusão na lista suja do trabalho escravo em dezembro de 2011 da empresa CONSTRUTORA BS LTDA tem sido notícia de capa nos jornais de Rondônia. A Construtora BS tinhja sido subcontratada pelo consorcio Energia Sustentável do Brasil,  para os trabalhos de construção de casas de placas de Nova Mutum da Barragem de Jirau. Ela responde por 53 empregados que teriam ficado abandonados pela construtora, que se declarou em falência. A empresa teria tido o contrato cancelado em abril de 2011 com o Consórcio de Jirau, e deixado abandonada construção para a Prefeitura de Porto Velho de três Unidades de Pronto Atendimento. Ainda, teria aplicado golpe com o condomínio Vila Porto Madeira com 500 casas vendidas.
casa abandonada em construção pela BS
foto rondoniavivo
Permanecem na lista suja os "habituais" Roberto Demário Caldas e José Carlos de Souza Barbeiro e além da Construtora BS, mais três nomes: Manoel Marchetti Ind. e Com. Ltda, Jaci Paraná, Porto Velho, de extração de madeira, Francisco Silva Cavalcante,  Fazenda São Francisco, União Bandeirantes, Porto Velho e Manoel Roberto de Almeida Prado, Fazenda Novo Horizonte de Vilhena.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Antes de terminar o ano, Juiz Federal mandou de novo despejar

Algumas das famílias do Acampamento Paulo Freire 3, em Seringueiras.
Preocupados, mais de setenta moradores se reuniram na capela da igreja católica do acampamento Paulo Freire3, em Seringueiras, o passado dia 07 de Janeiro de 2012.  Inconformados eles ficaram sabendo que a 5a Vara Federal antes de encerrar o ano de 2011 insistiu em despejar as 80 famílias moradores do Acampamento Paulo Freire 3, de Seringueiras. Eles estão dois anos ocupando a terra, uma vez que o INCRA iniciou processo de retomada da fazenda sendo Terras da União. O fazendeiro Sebastião de Peder, conhecido como Interboi, que já teria recebido outras fazendas, teria grilado a área de forma irregular e o INCRA não aceitou a regularização fundiária da mesma, tendo iniciado em 2008 a retomada administrativa da posse, com pedido judicial.

Posseiros de Vilhena, resistem a violência e ganham casas

Pequenos agricultorers reunidos em Vilhena.
O clima melhorou em Vilhena, depois da polícia ter preso alguns dos bandidos que ameaçavam posseiros da região. Porém a pressão do latifúndio e os atos de violência continuam na região. Um deles foi relatado por membros do Acampamento Canarinho, situado no lote 52, setor 12 da gleba Corumbiara. Lá o dia 08 de dezembro de 2011, tres encapuzados armados e atirando atearam fogo no acampamento. Os fatos foram denunciados em encontro da Central de Associações dos Pequenos Agricultores de Vilhena, realido o passado dia 17/12/11, onde foi discutida a situação jurídica a melhor resistência aos diversos intentos de despejo que estão sofrendo. Além de lideranças das diversas associações reunidas, tinha representantes da Fetagro, da CPT e do MST de Rondônia. Por outro lado 12 famílias de posseiros conseguiram ser beneficiados pelo programa "Minha casa minha vida" antes de encerrar o ano.