Benfeitorias do Acampamento Paulo Freire 3, em Seringueiras, Rondônia.

As famílias do Acampamento Freire 3 de Seringueiras no começo de setembro foram despejados. Vejam todas as benfeitorias que eles tinham no local e que agora se perderam. Um grupode famílias permanece a beira da estrada no local, objeto faz anos de um processo de retomada pelo INCRA.
Após alguns anos acampados na estrada e sofrer quatro reintegrações de posse, as 82 famílias do Acampamento Paulo Freire 3 conseguiram tomar posse da Fazenda Riacho Doce, que já estava em processo de retomada pelo INCRA como terra pública, segundo informações após descobrir graves irregularidades no registro da mesma por Sebastião de Peder em nome do seu filho, quando este tinha apenas12 anos. Ainda aguardando a definição da justiça federal sobre a propriedade da terra como terra da união, após mais de dois anos de estar trabalhando, morando e investindo na produção da terra (que em total ocupa 2.500 hectares), sofrem ameaça iminente de despejo, apesar de existirem negociações em curso e agravo de instrumento contra a ordem judicial no TRF.

Veja nestas algumas das fotografias do dia 17 de janeiro de 2012, realizadas pelos próprios acampados de suas casas e benfeitorias, conseguidas após dois anos de duro trabalho e esforço numa terra onde o fazendeiro não tinha nada, além de capim alugado para gado de terceiros.























































































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos suas opiniões e informações.